2018 - Todos os direitos reservados para MY GROWLER COMÉRCIO ELETRÔNICO LTDA - ME.

Saiba tudo sobre os growlers!

 

A cerveja artesanal brasileira já não é mais criança. Dada a quantidade de opções de consumo que o cliente tem a disposição - aqui falamos de marcas, estilos e locais - é seguro afirmar que o mercado amadureceu e olha para o futuro com confiantes ambições. A ampla busca por profissionalização de cervejeiros caseiros e o crescente número de sommeliéres e especialistas são termômetro do desejo que o mercado nacional tem de ser visto como referência de cerveja de qualidade.

 

É dentro deste cenário que o growler busca seu lugar. Enquanto já existem espaços equipados especialmente para a compra da "cerveja para levar", muitos profissionais do ramo ainda não tiveram a experiência com o recipiente, outros nem contato ou conhecimento com o produto. Este grande intervalo de conhecimento pode ser muito estreitado, basta a cultura do growler ser promovida por todos. Um exemplo de negócio que dá destaque ao growler: Fresh Beer, ponto de recarga localizado em Vitória.

 

O consumidor não está apenas no bar. É justificável o número de bares especializados em cerveja artesanal do norte ao sul do país - praticamente são todos negócios de apreciadores de ambientes boêmios. No entanto, há uma grande parcela de apreciadores que preferem o ambiente de casa para descontrair. Para estes, sim, já existem as prateleiras disponíveis nos supermercados, mas o ato da cerveja sair de um barril diretamente para a geladeira da cozinha está em outro patamar de interação: cria valor em cada etapa do processo de fabricação e eleva o nível de percepção de qualidade do produto pelos olhos do cliente.

 

 

SURGIMENTO

 

O growler apareceu na segunda metade do século XIX em território norte-americano, que ainda não possuía uma produção em massa de cerveja - logo, tudo ainda estava concentrado em produtores caseiros. Por consequência, ele foi a ponte de contato entre os consumidores e os cervejeiros artesanais da época. Pelo consumo da crescente classe trabalhadora das cidades, o utensílio se tornou rapidamente popular.

 

A garrafa foi batizada assim possivelmente pelo som do chacoalhar da bebida dentro da garrafa vedada, que substituiu os antigos baldes de transporte pela necessidade de levar a cerveja vedada para não perder sua qualidade.

 

Durante o século XX, o growler continuou sendo utilizado, mas perdeu popularidade frente ä novidade das cervejas envasadas e vendidas nos supermarkets. Entretanto, com a retomada da procura pela cerveja artesanal mundo afora, sua figura voltou a marcar presença em bares e cervejarias.


 

MAS O QUE É UM GROWLER?

 

O growler é uma garrafa onde você guarda cerveja artesanal fresca, como as que existem em bares e cervejarias. Ele é feito de materiais como vidro, cerâmica, inox e, mais recentemente, plástico, e equipado especialmente para que sua cerveja não fique em contato com o ar - fato que a deixará sem suas propriedades e perderá toda sua qualidade e diferencial.

 

 

 

TIPO DE GROWLERS

 

Ao longo das décadas, o growler evoluiu em design, sendo fabricado em diversos formatos e materiais. Selecionamos aqui os modelos mais conhecidos e com as características mais interessantes para quem quer adotar o hábito do beer to go:

 

Vidro

O growler de vidro é o mais popular de todos. A maioria dos modelos possui alça para transporte e

seu bocal varia entre tampa rosca e swing top. Independente das opções, seja sempre exigente com a vedação da tampa, que é primordial para a durabilidade das propriedades da cerveja. Uma característica importante é a possibilidade de poder ver o nível de cerveja em seu interior, ao contrário de outros modelos. Falando nisso: não opte pelo growler de vidro transparente, pois ele absorve raios UV que também podem prejudicar sua bebida. A saída mais interessante é optar pelos de vidro âmbar, que possuem em boa variedade no mercado.

 

Cerâmica

Sendo o que mais consegue explorar o valor estético, o growler de cerâmica se popularizou pela beleza e criatividade de vários modelos. No entanto, ele é mais caro.

Sobre usabilidade, duas questões complicam seu uso: a dificuldade de sua limpeza e sua fragilidade durante o uso. Hoje já existem muitas lojas no Brasil que fazem o envase do growler em contrapressão (para evitar contato com o oxigênio), e a pressão física deste método é outro perigo para seu growler de cerâmica.

 

Inox

Mesmo discreto, ele também possui um apelo estético bem interessante. E possui uma qualidade técnica primordial: a temperatura da cerveja permanece estável por muito mais tempo, graças ao seu material. Ou seja: ele é o mais interessante para ser levado a um passeio ou evento. Ponto fraco: você também não pode ver seu interior.

 

Plástico

O growler de plástico, ou pet, é o que menos oferece qualidades a favor de sua cerveja. Ele não lhe proporciona a vedação necessária para a durabilidade da bebida e é descartável, ou seja, gera resíduos. É interessante apenas se você armazenar a cerveja em um curto espaço de tempo e não tem onde guardar seu growler.

 

 

 

POR QUE É INTERESSANTE O USO DO GROWLER?

 

Facilita a distribuição de cerveja artesanal

 

O growler é o melhor e mais rápido atalho entre o fabricante e o consumidor. Quem é ou já foi cervejeiro artesanal sabe: se o processo de fabricação da bebida já foi trabalhoso, é exaustivo pensar ainda no processo de criação de rótulo, no envase, na rotulagem e na distribuição da cerveja. No final de todos estes entraves, está um consumidor ávido por novidades. O growler fura a fila a agiliza a velocidade da entrega da bebida.

 

Você bebe local

Sendo cliente, você ter um growler facilita muito a possibilidade de conhecer as cervejarias próximas a você. Como os recursos de distribuição dos pequenos são escassos - o bar ou taproom são as suas únicas opções - o growler é a chance da cervejaria esperar de portas abertas por você. Excelente para ambos os lados.

 

Populariza sua cervejaria

Mesmo com acesso prático a redes sociais, fazer mídia não é mole para quem vive na brassagem. O growler se torna uma mídia móvel! Com sua marca impressa no utensílio, ele sempre lembrará de sua cervejaria. É quase um elo de compromisso entre seu consumidor e você. E acredite, este compromisso é fundamental em um mercado de bebedores infiéis. Um exemplo de fidelização por meio do growler: Bru, bar localizado em Fortaleza.

 

Livre e sustentável

Com o growler, a cerveja retirada da cervejaria do jeito que ela é pode ser bebida em qualquer lugar com seus amigos. Hoje já existem uma série de bolsas e acessórios especiais que facilitam o transporte e o armazenamento do utensílio. E mais: sendo de vidro, inox ou cerâmica, você ainda consome e se diverte sem gerar lixo.

 

A importância de ter um growler limpo

É de grande necessidade que você tenha um growler limpo para armazenar sua cerveja, assim como você cuida da limpeza de pratos e copos de sua casa. A limpeza evita a proliferação de fungos nascidos no resto da cerveja que fica no fundo da garrafa. Evita também que a sujeira causada pela cerveja anterior influencie no sabor da próxima que será envasada.


 

COMO É FEITA A LIMPEZA DO GROWLER?

 

1. Sempre que possível, faça um enxágue após o uso. É necessário pois a cerveja tem substâncias que aderem a superfície, o que torna a limpeza muito mais dificultosa. Portanto, o enxágue extermina este problema de imediato;

 

2. Produtos de limpeza comuns: se você tem à mão produtos convencionais de limpeza, retire a possibilidade de utilizar sabão ou semelhantes à base de gordura, pois deixam resíduos no growler que podem alterar o sabor do próximo envase. Ninguém aqui quer beber cerveja com gosto de espuma, né?

 

3. Esponjas e semelhantes: se for possível, é permitido utilizar esponjas ou acessórios que ajudem na limpeza da garrafa. Mas fica o recado: não é nada indicável utilizar produtos de superfície áspera pois podem danificar e soltar pequenos fragmentos de seu growler, principalmente se for de vidro ou cerâmica.

 

4. Limpadores especializados: já existem limpadores efervescentes que fazem um trabalho de limpeza de alto nível no growler. Para acompanhá-los, basta apenas ter água morna (indicamos a 50 graus) para a pastilha trabalhar e para o enxágue após a limpeza.

 

Alguns pontos de recarga de growler oferecem o serviço de higienização antes do envase. Aceite e acompanhe para que seu growler será bem cuidado. Este serviço não é obrigatório, e a limpeza do growler é toda de sua responsabilidade. Portanto, mantenha-o sempre limpo e bem cuidado.



 

COMO ENCHER SEU GROWLER?

 

Devido ao contato da cerveja com o oxigênio, o growler necessita de cuidados ao ser envasado. Uma dica é deixar no freezer seu growler antes de enchê-lo - isso evitará excesso de espuma. Existem algumas maneiras que podem facilitar este trabalho:

 

1. Enchimento inferior

Antes de encher, é inserido na ponta da torneira um cano de tamanho médio, cujo outro extremo irá repousar no fundo do growler. Ou seja, o growler será enchido de baixo para cima, para evitar derramamento em demasia, que provoca um excesso de espuma que prejudicará o enchimento. Mesmo assim, o contato com o oxigênio acontece, e a espuma pode ocupar o lugar que seria da cerveja.

 

2. Contrapressão

Este é o método mais indicado para o envase. Com o bocal vedado, primeiro se extrai o oxigênio preenchendo a garrafa com o CO2, evitando assim que a cerveja entre em contato com o oxigênio. Para facilitar, a enchedora também possui um cano que vai até o fundo do growler para ser enchido de baixo para cima. Desta maneira, a cerveja terá baixo contato com o ar ambiente e assim terá uma vida útil bem maior. Um exemplo de atendimento: Beer On Demand, bar especializado em growlers localizado em Porto Alegre.

 

3. Direto da torneira

Encher como se enche um copo: apenas abrir a torneira. Este método é o menos indicado, pois a quantidade de cerveja desperdiçada será muito alta e a sujeira em volta também. E haverá contato com o oxigênio, o que não é bom para a cerveja.

 

 

 

MEDIDAS DE SEGURANÇA

 

Os cuidados técnicos não se detém apenas no envase e na limpeza. É preciso cuidar sempre, ainda mais se for com questões de temperatura. Por exemplo, se você deixar em um local muito quente ou muito gelado por muito tempo, ele pode explodir. Vamos a alguns cuidados:

 

- Mantenha-o na temperatura e posição adequada: a geladeira é o local ideal de seu growler, onde é possível manter uma temperatura ideal para que se preserve e ao mesmo tempo não congele. Manter em pé é ideal para ele ficar constantemente em contato apenas com o material da garrafa, como o vidro ou inox;

 

- Não encha até o topo: é claro que você adorará utilizar ao máximo seu growler, mas deixar um espaço entre o líquido e a tampa é muito indicado. Normalmente o espaço vem marcado nos utensílios, para facilitar o controle de seu envase;

 

 

- Procure avarias no growler antes de encher: ser criterioso nessas horas é fundamental. Verifique sempre se há danos ou rachaduras antes do envase, seja no growler ou na tampa. Problemas assim podem complicar todo o enchimento e o armazenamento da bebida, então verifique antes e deixe tudo 100%.

 

 

 

QUESTÕES IMPORTANTES NA ESCOLHA DO LOCAL DE ENVASE

 

Por falta de adequacão, nem todos os locais estão preparados para encher seu growler. Alguns bares não enchem pois ainda não tratam o growler como um meio de consumo a ser explorado, outros argumentam que há prejuízo, outros ainda (como falamos no início deste artigo) não tem conhecimento profundo sobre ele. Portanto, pesquise sempre o local onde você irá envasar - existem muitos pontos de recarga de growler por aí. Se não souber onde procurar, baixe o aplicativo da My Growler e pesquise todos os nossos pontos credenciados, onde você terá um atendimento treinado especialmente para você. Cheers!

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload